A RioBotz, equipe de robótica do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), estreou em grande estilo no IV Salão de Robótica do Paraná, que aconteceu nos dias 31 de agosto e 1 de setembro, na Universidade Federal do Paraná (UFPR), em Curitiba: voltou para casa com duas medalhas de ouro e uma de bronze. Um dos ouros ficou com o novíssimo Mini Coiote, da categoria Mini Sumô Autônomo (500g), preparado especialmente para o Salão de Robótica e com programação feita pelos próprios alunos. Por ser autônomo, ele tem sensores que o orientam com relação à localização de seu oponente. O robô da PUC-Rio foi campeão nesta categoria, cuja vitória é dada a quem empurra o adversário para fora do dojo.

 

Na categoria Combate, a RioBotz conquistou dois lugares no pódio na classe Beetleweight, para robôs de 1,36kg. O Mini Puma recebeu o ouro, voltando invicto das cinco lutas que disputou. Com isso, consagra-se tetracampeão ao vencer todas as competições nacionais que participou desde 2017. O terceiro lugar ficou com o Mini Touro, da tradicional família de robôs da equipe da PUC-Rio. “Fomos ouro e bronze na principal classe da competição e estreamos com o Mini Sumô Autônomo também com ouro. Isso confirma que os alunos estão preparados para competições importantes como essa ”, comemora o coordenador da RioBotz/PUC-Rio, Prof. Marco Antonio Meggiolaro.

 

O Salão de Robótica é organizado pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) desde 2015. O objetivo é mostrar ao público paranaense as evoluções e conquistas da área de robótica, utilizando-se dessa tecnologia – em conjunto com internet das coisas, realidade aumentada etc. – para o avanço da sociedade em questões como, por exemplo, automação industrial e indústria 4.0. A competição procura aproximar a academia com a indústria, e é voltada para alunos desde o ensino médio até a pós-graduação, que podem aprender usos profissionais destes conhecimentos.

 

Sobre a RioBotz/PUC-Rio 

 

A RioBotz/PUC-Rio foi formada em janeiro de 2003 com o objetivo de projetar e construir robôs de competição. Em 15 anos de muitas batalhas, a equipe já contabilizou 79 títulos, sendo 44 campeonatos nacionais e 35 medalhas de ouro em competições ao redor do mundo. Outras 80 medalhas são a soma de 46 pratas (23 delas internacionais) e 34 bronzes (20 internacionais), totalizando 159 medalhas.

 

A equipe é composta, em sua maioria, por alunos das Engenharias de Controle e Automação, Mecânica e Elétrica. Segundo Meggiolaro, participar de uma competição deste porte é um estímulo para os estudantes. “A Robótica é uma ciência multidisciplinar que fornece bases para a aplicação de diversas engenharias, dentre elas a Elétrica, Mecânica e de Computação. O aluno aprende um pouco sobre todas essas áreas e, principalmente, como integrá-las.

 

No mercado atual, dificilmente se encontra um produto de alta tecnologia puramente mecânico ou elétrico: todas essas engenharias são importantes para a geração de um produto competitivo”. Os integrantes da RioBotz têm a possibilidade de adquirir conhecimentos em áreas como mecânica, eletrônica, computação, publicidade, marketing, design e captação de recursos, além de utilizar na prática os conhecimentos obtidos em sala de aula. Embora seu foco seja a construção de robôs de combate, as tecnologias envolvidas podem ser aplicadas em diferentes setores como a indústria de energia, petróleo e médica.

 

Informações para a imprensa:

APPROACH COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio)

Maria Estrella (maria.estrella@approach.com.br)

Tel.: (21) 9-9301-4332 / (21) 3527-1303, ramal 43 (CTC/PUC-Rio)

(21) 3461-4616, ramais 109 e 187 (Approach Comunicação)

Bianca G. Sallaberry (bianca.gomes@approach.com.br)

www.approach.com.br