Pós-Graduação: Programas Acadêmicos

Engenharia Civil

Primeiro programa stricto sensu de sua área lançado no Brasil, a pós-graduação em Engenharia Civil oferece cursos em Estruturas (mestrado desde 1965 e doutorado desde 1985) e Geotecnia (mestrado desde 1967 e doutorado desde 1985). Com excelência em ensino e pesquisa reconhecida nacional e internacionalmente, seus egressos atuam destacadamente nas principais universidades brasileiras e em diversas estrangeiras (América Latina, EUA e Canadá), bem como nos segmentos profissional e empresarial de Engenharia.

A pós-graduação em Engenharia Civil promove estudos avançados e propicia oportunidades de interação com instituições estrangeiras para a realização de pesquisas conjuntas e intercâmbios acadêmicos.

Na área de Estruturas são realizados estudos teóricos e experimentais em estática, dinâmica, instabilidade e colapso de estruturas. São elaboradas técnicas de ensaios e modelagem computacional (métodos numéricos e computação gráfica) – para uso em metodologias avançadas de análise e projeto – com aplicações em estruturas de concreto armado, protendido, aço e outros materiais (inclusive não-convencionais), além da biomecânica e da nanotecnologia.

Na área de Geotecnia são realizadas pesquisas teóricas e experimentais sobre o comportamento de solos, rochas e materiais geossintéticos, com aplicações em barragens, escavações, fundações, estabilidade de encostas, mineração, disposição de resíduos, geotecnia ambiental, geologia de engenharia, dinâmica de solos, percolação em solos e rochas, geomecânica do petróleo e instrumentação de obras geotécnicas, entre outros tópicos.

Informações adicionais em:

Programa de Engenharia Química, de Materiais e Processos Ambientais

O programa de pós-graduação do DEQM, tanto o mestrado quanto o doutorado, adequa-se às demandas dos setores envolvidos com engenharia química, de materiais e processos ambientais. O curso de mestrado visa aperfeiçoar a formação básica e desenvolver a capacidade para um envolvimento com projetos de desenvolvimento. O objetivo do curso de doutorado visa à formação de profissionais altamente qualificados e destinados a ocuparem posições de destaque que exigem grande capacidade criativa e independência, as quais são decorrentes de um maior embasamento científico.

Qualificado como Engenharias II da CAPES, o programa é subdivido em três áreas de concentração com suas respectivas linhas de pesquisas; englobando-se, portanto, áreas de síntese, processamento, caracterização e propriedades de materiais e suas diversas relações com o meio ambiente.

Engenharia de Produção

Implementado em 1967, o mestrado em Engenharia de Produção da PUC-Rio é o mais antigo do país. Acrescida do programa de doutorado, em 1992, a pós-graduação do Departamento de Engenharia Industrial aborda o tratamento analítico e quantitativo dos sistemas produtivos, abrangendo as linhas de pesquisa de Planejamento de Sistemas de Produção e Operações, Planejamento de Sistemas de Transporte e Logística, Programação e Controle de Sistemas de Produção e Operações, Programação e Controle de Sistemas de Transporte e Logística, Mercado de Capitais e Finanças Corporativas.

A investigação de problemas relevantes para o desenvolvimento da gestão nas empresas brasileiras e o foco na pesquisa aplicada aos interesses estratégicos das organizações proporcionam formação altamente qualificada para quadros dirigentes do setor produtivo, bem como para a atuação em ensino e pesquisa

Informações adicionais em:

Engenharia Elétrica

Fundada em 1947 para dar início às atividades de graduação, a Engenharia Elétrica implementou de forma pioneira, em 1963, seu curso de mestrado, e, em 1981, o programa de doutorado.

Financiados pelos órgãos de fomento ao ensino e à pesquisa federais e estaduais, desde o início da década de 1970, os programas de pós-graduação têm se apresentado em situação de vanguarda. Reconhecidos pelos seus pares no país e no exterior, sempre obtêm excelentes avaliações externas.

A função desta pós-graduação é a formação de recursos humanos qualificados, associada à criação e transferência, para os meios acadêmico e empresarial, de conhecimentos científicos e tecnológicos.

Constituindo uma das áreas que mais interagem com o setor produtivo, é marcante a diversidade das linhas de pesquisa ativas no programa. Seu corpo docente tem alta qualificação, obtida em grande variedade de instituições de primeira linha do exterior, majoritariamente, e do país.

As Áreas de Concentração do Programa são Eletromagnetismo Aplicado, Métodos de Apoio à Decisão, Processamento de Sinais, Automação e Robótica, Sistemas de Comunicações e Sistemas de Energia Elétrica.

Informações adicionais em:

Engenharia Mecânica

O programa de pós-graduação do Departamento de Engenharia Mecânica mantém alta qualidade em ensino e pesquisa desde a sua criação em 1964, com atuação expressiva na comunidade científica nacional e internacional, resultando no conceito máximo obtido na avaliação CAPES, a nota 7.

Atuando em pesquisa e desenvolvimento nas áreas de Mecânica Aplicada, Termociências e Petróleo e Energia, o Departamento de Engenharia Mecânica foi um dos primeiros do país a oferecer um programa de pós-graduação em Engenharia.

Projetos de parceria com diversos setores da indústria como o automotivo, o aeronáutico, o naval e, sobretudo, o energético dão margem ao contínuo desenvolvimento de produtos e à prestação de serviços especializados, bem como à atualização de laboratórios e à inserção de profissionais no mercado de trabalho.

A pós-graduação em Engenharia Mecânica promove estudos avançados e propicia oportunidades de interação com instituições estrangeiras para a realização de pesquisas conjuntas e intercâmbios acadêmicos.

Informações adicionais em:

Física

Desde a sua fundação, o Departamento de Física ocupa lugar de destaque na produção científica do país, que se reflete nas numerosas publicações e participações em congressos nacionais e internacionais.

O programa de pós-graduação em Física teve início em 1965, com o curso de mestrado, tendo sido ampliado em 1968, com a implementação do doutorado. Suas atividades de pesquisa são desenvolvidas nas áreas de Física Atômica e de Materiais, Física Aplicada, Física da Matéria Condensada Teórica e Física de Partículas, Campos e Fenomenologia, e têm o objetivo de formar cientistas aptos a atuar na fronteira do conhecimento e no desenvolvimento de tecnologias de ponta.

Informações adicionais em:

Informática

O Departamento de Informática da PUC-Rio tem o mais antigo programa de pós-graduação do Brasil na área de Ciência da Computação, e foi o primeiro da área a obter nota máxima (7), nas avaliações da Capes.

O programa está estruturado em torno de nove áreas de concentração: Algoritmos, Paralelismo e Otimização; Banco de Dados; Computação Gráfica; Engenharia de Software; Hipertexto e Multimídia; Interação Humano-Computador; Linguagens de Programação; Redes de Computadores e Sistemas Distribuídos; e Teoria da Computação.

O Departamento de Informática mantém, ainda, o Instituto de Tecnologia de Software (ITS), que congrega 13 laboratórios temáticos e atua como ponto focal para os projetos desenvolvidos com a indústria ou financiados por agências de fomento.

Informações adicionais em:

Matemática

O Departamento de Matemática da PUC-Rio foi criado em 1966. Em 1968, foi iniciado o programa de bacharelado e, em 1972, o de licenciatura. Em 1969, iniciou-se o programa de mestrado e, em 1973, o de doutorado, ambos com opções em Matemática Pura e Matemática Aplicada. Até hoje, já formou 292 mestres e 105 doutores nas duas opções.

Unidade estrutural da PUC-Rio que concentra acadêmica, científica e administrativamente as atividades de ensino, estudo e pesquisa concernentes à Matemática, é de responsabilidade deste Departamento ministrar todas as disciplinas de Matemática da Universidade, na graduação e na pós-graduação. Dentro desse espírito de integração, atende ao Centro Técnico Científico, que conta com um Ciclo Básico comum aos cursos de Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Civil, Ciência dos Materiais e Metalurgia, Matemática, Química, Física e Informática, bem como ao Centro de Ciências Sociais, através de seu curso de Administração, Economia e Atuária.

Um aspecto interessante do programa é o estreito contato entre matemáticos puros e aplicados e pesquisadores de outras ciências, estimulado pela própria Universidade, cujas áreas tecnológica e econômica são especialmente ativas, na pesquisa e nas interações com o setor produtivo. O programa também interage diretamente com empresas. As interações mais intensas são com a indústria do petróleo e com o setor de previdência e seguros.

O corpo docente desta pós-graduação é constituído por pesquisadores com visibilidade nacional e internacional, cuja produção científica é publicada em periódicos de alto nível de circulação mundial. De seus dezesseis professores, quinze possuem bolsa de produtividade de pesquisa do CNPq, sendo seis de nível 1, e dois são membros da Academia Brasileira de Ciências. São abundantes os intercâmbios com várias universidades no Brasil e no exterior e a qualidade do Programa de Pós-graduação em Matemática é reconhecida pela comunidade.

Informações adicionais em:

Metrologia, Qualidade e Inovação

O Programa de Pós-graduação em Metrologia (PósMQI) da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro foi criado em 1996 em resposta a um esforço interministerial do Governo Federal no contexto do Programa RH-Metrologia. Essa iniciativa teve como propósito o estímulo à formação de cultura metrológica e ao desenvolvimento de recursos humanos qualificados em áreas correlatas à Ciência das Medições. Em consonância com o caráter essencialmente interdisciplinar da Metrologia, o Programa beneficia-se da conjunção de competências e infraestruturas laboratoriais existentes em diversos Departamentos e Unidades do Centro Técnico Científico da Universidade.

Ao longo dos anos, além de formar mestres em temas de interesse da metrologia e de suas áreas correlatas, o Programa tem evoluído para novas áreas de interesse e competência, convergentes com as diretrizes da Política Industrial e da Estratégia Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. Assim, o PósMQI, além de concentrar-se na formação e pesquisa em áreas da Metrologia e Qualidade, prioriza, também, o seu pilar da Inovação, com vistas a atender a novas demandas dos diferentes segmentos da indústria e de serviços no Brasil. Busca também cooperar com outras Instituições de Ciência e Tecnologia em todo o mundo, que se dedicam à interface científica e tecnológica com técnicas de medição e padrões de medida.

Nesse contexto, (i) atende às demandas críticas da competitividade industrial, da sustentabilidade corporativa e dos segmentos de Metrologia em Energia, Química e Biociências, entre outros; (ii) promove a qualidade em seu sentido amplo, preocupando-se com os sistemas da qualidade, meio ambiente, certificação de produtos e pessoas, responsabilidade social, relações de trabalho e meio ambiente; e (iii) monitora e avalia programas e sistemas de inovação, locais, regionais e nacionais, contribuindo para o desenvolvimento de práticas, rotinas e métricas para sua efetiva gestão. Investiga as interfaces da Ciência e Tecnologia com as das medições, além de explorar novas fronteiras em uma sociedade emergente, baseada no conhecimento e impulsionada pelo espírito empreendedor, criatividade e capacidade inovativa.

Atuando com o foco na sua única Área de Concentração (Metrologia para Qualidade e Inovação), o Programa oferece as seguintes três linhas complementares de pesquisa em Metrologia:

  • Instrumentação e Medição
  • Gestão Estratégica da Inovação e Sustentabilidade
  • Redes Inteligentes (Smart Grid)

O Programa de Pós-Graduação em Metrologia da PUC-Rio detém, atualmente, conceito máximo (5) na avaliação quadrienal da pós-graduação brasileira, realizada pelo Ministério da Educação (CAPES/MEC), refletindo a excelência da sua atuação, maturidade e credibilidade. Até 2018, o programa formou 236 Mestres em Metrologia.

 

Informações adicionais em:

Química

O objetivo do programa de pós-graduação em Química é capacitar os alunos para vida acadêmica, para a pesquisa científica inovadora e para a realização de serviços especializados, relacionados à indústria química. O programa oferece opções de disciplinas complementares, como nas áreas de didática, informática e administração, assim como a oportunidade de fazer um trabalho experimental com as mais avançadas técnicas instrumentais.

As linhas de pesquisas desenvolvidas pelo Departamento focam em quatro grandes áreas:

  • Energia, meio ambiente e ciências do mar
  • Nanociências, interfaces e coloides
  • Fármacos e interações químico-biológicas
  • Métodos analíticos e qualidade metrológica

Informações adicionais em:

Carregando