A Agência de Inovação da PUC-Rio (AGI) intermediou o contato para levar a equipe, que representou a única universidade brasileira presente ao mais importante evento mundial de propriedade intelectual

A PUC-Rio foi a única universidade brasileira presente à 56ª Assembleia dos Estados Membros da Organização Mundial de Propriedade Intelectual-OMPI (WIPO), realizada de 5 a 11 de outubro, em Genebra, na Suíça. A ideia de apresentar a RioBotz, como exemplo da capacidade inovadora brasileira, foi da Diretora para a América Latina e o Caribe, Beatriz Amorim-Borher. Em articulação com a representação diplomática brasileira junto à OMPI, por ocasião de reuniões de trabalho realizadas este ano, com participação da Coordenadora Executiva da Agência PUC-Rio de Inovação (AGI/PUC-Rio), Shirley Coutinho, a equipe foi aprovada como representante da PUC-Rio.

Tendo como foco inovação e criatividade baseadas na pesquisa e desenvolvimento, o Dia do Brasil no evento teve a RioBotz e empresas do porte da Embraer apresentando o que se produz em matéria de tecnologia no país. “Levar a RioBotz da PUC-Rio a um evento deste porte confirma o quanto estamos adiante na pesquisa e desenvolvimento integrando diversas áreas do saber, embora reconhecendo o protagonismo da tecnologia. É fundamental mostrar, também, a força das Marcas brasileiras que são um poderoso sinal distintivo de excelência num mercado cada vez mais competitivo”, reforça Shirley Coutinho.

A RioBotz/PUC-Rio foi formada em janeiro de 2003 com o objetivo de projetar e construir robôs de competição. Em 13 anos de muitas batalhas, a equipe já contabilizou 66 títulos, sendo 35 campeonatos nacionais e 31 medalhas de ouro em competições ao redor do mundo. Outras 65 medalhas são a soma de 35 pratas (18 internacionais) e 30 bronzes (20 internacionais), totalizando 131 medalhas. A equipe é composta atualmente, em sua maioria, por alunos das Engenharias de Controle e Automação, Mecânica e Elétrica. Sua vitória mais recente foi em setembro na BattleBots, programa de TV da ABC (EUA), em que conquistou o 3º lugar e seu robô Minotaur, de 113kg, venceu o troféu de “Robô mais destruidor”.

No dia do Brasil, a delegação brasileira apresentou um leque abrangente de setores da economia e do folclore brasileiros, e de sistemas de proteção da propriedade intelectual por meio de patente, marca, desenho industrial, indicação geográfica, direitos de autor, etc. No hall de entrada do evento, banners mostraram todos os outros expoentes nacionais presentes ao evento, além da RioBotz/PUC-Rio e da Embraer. Foram incluídos no programa a Cachaça como bebida típica do país, o café Alta Mogiana (da Fazenda Bela Época), o trabalho das rendeiras de Sergipe capitaneado pela designer de moda Martha Medeiros, os objetos criativos do Estúdio Campana — dos designers e irmãos Fernando e Humberto Campana — e a peculiar culinária do chef paraense Thiago Castanho.