Luiz André Barroso, vice-presidente de Engenharia da Google, é o primeiro brasileiro a receber o maior prêmio de arquitetura de computadores do mundo, sendo reconhecido como um dos profissionais determinantes na evolução e desenvolvimento de datacenters





De 1983 a 1989, o jovem Luiz André Barroso fez graduação e mestrado em Engenharia Elétrica no Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio). Com o início do doutorado, na University of Southern California logo em seguida, Barroso se mudou definitivamente para os EUA, se firmando como um dos mais importantes profissionais na área de computação. No dia 03 de junho, venceu o maior prêmio de arquitetura de computadores do mundo, o 2020 Eckert-Mauchly Award, oferecido pelo IEEE Computer Society e pela ACM (Association for Computing Machinery), em reconhecimento ao seu pioneirismo no desenvolvimento de datacenters.

Desde 2001 na Google, Barroso hoje é VP de Engenharia na empresa. Seu conhecimento na área de “warehouse-scale computing” foi determinante para a seleção de seu nome. Ele conta que tudo começou no início dos anos 2000, quando a capacidade computacional necessária para apenas um cluster de servidores da Google (para serviços de busca, GMail, YouTube, etc.) já era tão grande, que não conseguiam mais simplesmente hospedar os computadores em datacenters de terceiros. A solução encontrada foi construir os próprios datacenters, de forma que os prédios em sua totalidade fossem o próprio computador.

Ao repensar todos os aspectos desses projetos, desde o prédio em si, dos equipamentos de ar-condicionado, distribuição e conversão de eletricidade, projeto do hardware dos servidores em si, arquitetura do software, algoritmos etc., Barroso quebrou um paradigma. O resultado foi algo muito mais eficiente em termos de custo e de uso de energia do que havia anteriormente, confirmando a teoria defendida por ele de que projetos desta magnitude são viáveis financeiramente.

Em 2009, lançou o livro The Datacenter as a Computer, que virou referência e já está em sua terceira edição. Barroso é amplamente reconhecido como o principal arquiteto do design de datacenters de ultra-escala, que contêm centenas de milhares de servidores e milhões de unidades de disco. Segundo ele, “hoje em dia, todas as grandes empresas de Internet constroem datacenters usando ideias que se originaram naqueles nossos projetos”.

Junto com o reconhecimento do 2020 Eckert-Mauchly Award, Barroso recebeu também US$ 5 mil de prêmio.