A equipe AeroRio, coordenada pelo Prof. Eduardo Costa da Silva, do Departamento de Engenharia Elétrica do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), acaba de obter a medalha de prata na classe Indoor do 11th International Micro Air Vehicle Conference and Competition (IMAV 2019), em sua segunda participação na competição, realizada de 30 de setembro a 4 de outubro em Madri, na Espanha. Além da excelente colocação na classe Indoor, a equipe também recebeu uma premiação especial por Best Drone Design na mesma categoria.

Na edição do ano passado, realizada na Austrália, a AeroRio obteve o quinto lugar nessa mesma classe, sendo que o resultado deste ano superou as expectativas, sendo o melhor resultado de uma equipe latino-americana em todas as edições do evento. A equipe competiu com concorrentes internacionais, de países como: Holanda (Delft University of Technology), Estados Unidos (Penn State University), China (Beijing Institute of Technology), Alemanha (RWTH Aachen University), França (École nationale supérieure de l’aéronautique et de l’espace – ISA-SUPAERO) e Rússia (Copter Express Technologies LLC).

Na categoria Indoor, a pontuação privilegiou as aeronaves mais autônomas e leves. A missão era gerir um armazém de correios, utilizando sistemas robóticos aéreos, como drones, por exemplo. Dessa forma, a competição consistia na execução de dois grandes desafios: a realização de um inventário compreendendo a detecção e identificação de oito entre 36 caixas dispostas em duas estantes consecutivas; e a coleta e entrega de pacotes em posições específicas determinadas pelo comitê organizador.

As atividades poderiam ser realizadas por drones com diferentes níveis de autonomia: manual, semi-autônomo e autônomo. Além disso, quanto menor a massa do drone e maior o nível de autonomia, maior o placar. “Este ano, aumentamos nosso grau de autonomia na execução dos elementos que compõem a missão e superamos problemas identificados em 2018. Termos alcançado um vice-campeonato tendo participado apenas duas vezes da competição foi fantástico, mostrando que temos plenas condições de competir de igual para igual com os principais centros de pesquisa de UAV’s ao redor do mundo, reforçou o Prof. Eduardo Costa da Silva, coordenador da AeroRio. Ele destaca ainda que o resultado foi resultado do comprometimento da equipe, composta por três alunos de graduação (Gabriel Vidigal de Paula Santos, Marcos Pereira Caldas e Thiago Rodrigues da Costa) e três pós-graduandos (Renan de Lima Simões Mondego Vilela, Guilherme Siqueira Eduardo e Henrique Pinheiro Saraiva).

Na missão de coleta e entrega de pacotes, a AeroRio desenvolveu um drone, que também recebeu o prêmio de Best Drone Design. Ele foi projetado em colaboração com o professor Anderson Pereira, do Departamento de Engenharia Mecânica da PUC-Rio, seguindo a técnica de Otimização Topológica, o que permitiu o desenvolvimento de uma estrutura leve e resistente aos esforços. O drone da AeroRio possui um formato único de geometria complexa e, para permitir a adequação e manufatura da estrutura otimizada, foram utilizados métodos de impressão 3D. O drone possui também um eletroímã para permitir a coleta e liberação do pacote, sem ajudas externas. O sistema foi amplamente elogiado pelo comitê organizador, que solicitou uma demonstração ao público e ao patrocinador oficial do evento (CORREOS – Espanha). “Acredito que conseguimos nos destacar na tarefa de coleta e entrega de pacotes, justamente pelo fato de termos pensado em todo o projeto do drone. Um dos benefícios da otimização topológica é justamente obter soluções ótimas para determinada função, e foi o que fizemos. O prêmio de Best Drone Design é muito gratificante. É a prova de que seguimos o caminho certo”, afirma Thiago Costa, membro da equipe e aluno de graduação em Engenharia Mecânica.

O IMAV combina uma conferência científica com uma competição de voo, sendo uma oportunidade para grupos de pesquisa internacionais compartilharem seus conhecimentos com uma audiência global. Acadêmicos e engenheiros apresentaram suas mais recentes pesquisas de projeto e aplicação de drones de última geração, por meio de artigos científicos, cujos temas variaram desde pesquisa básica até inovação tecnológica interdisciplinar e o uso de drones em diversos campos. A competição contou também com grupos de pesquisa dos Profs. Drs. Davide Scaramuzza (ETH Zurich) e Guido de Croon (Delft University of Technology), reconhecidos internacionalmente por suas importantes contribuições no ramo de Veículos Aéreos Não-Tripulados (VANT’s).

Além da competição, a AeroRio também apresentou um artigo na conferência do IMAV 2019: “Stability and Altitude Control of a Quadrotor Using Fuzzy Logic” (de autoria de Renan de Lima Simões Mondego Vilela e Eduardo Costa da Silva). Esta participação permitiu a reafirmação da equipe AeroRio no ramo de desenvolvimento e pesquisa de UAV’s (Unmanned Air Vehicles), voltando a representar a PUC-Rio no evento e obtendo resultados expressivos para o futuro.

De acordo com os alunos da AeroRio, o IMAV deu a eles o privilégio de acompanhar de perto o estado da arte da tecnologia para drones, além de competir e colaborar com alguns dos principais grupos de pesquisa do mundo: “As experiências do ano passado foram fundamentais para o sucesso na edição deste ano. O aprendizado acumulado e a inovação caminharam juntos ao longo do projeto. A participação neste ano mostrou a evolução e capacidade da equipe para esta e as próximas edições do evento. Desafios como este são exemplos de situações reais, em que sistemas aéreos robóticos são soluções possíveis e vantajosas. Espero que no futuro possamos ver soluções como as que vimos no IMAV sendo aplicadas nas situações do nosso dia a dia”, conta Marcos Caldas, aluno do Departamento de Engenharia Mecânica e capitão da equipe AeroRio UAV Design na competição.