Em parceria com a produtora Proview, proposta é fazer do canal um repositório de experiências globais importantes na área de IoT

 

O Instituto de Mídias Digitais do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio), em parceria com a produtora carioca Proview, acaba de lançar seu canal no YouTube, o IOT Brasil. Focada na área de Internet das Coisas, a iniciativa tem o objetivo de reunir as mais diversas experiências brasileiras na área, não apenas da PUC-Rio, mas de qualquer outra universidade e/ou pesquisador, de modo que o canal seja uma referência entre os interessados no tema. O primeiro vídeo trata da “Fazenda do Futuro”, onde o engenheiro agrônomo Danilo Pinto Silva, do Vale das Palmeiras (uma das maiores produtoras de orgânicos do Rio de Janeiro, de propriedade do ator Marcos Palmeira) veio à PUC-Rio conhecer o projeto do Engenheiro de Software Márcio Cunha. A apresentação do vídeo fica a cargo do CEO da Proview, Sérgio Horovitz.

No laboratório Second Lab, Cunha apresentou o conceito de “Software of Places” (Software dos Lugares), mostrando que os programas estão saindo dos computadores e celulares e indo para os ambientes, através de sensores, câmeras, micro controladores e atuadores para a coleta de dados, e assim influenciarem nos lugares em que estão instalados. No projeto de Cunha, é apresentada uma mini fábrica de plantas (uma estufa de 2m x 2m), com iluminação de led, onde alfaces crespas crescem fora da terra a partir do controle absoluto dos fatores essenciais para o seu desenvolvimento, como luz, temperatura (entre 22° e 26°), umidade, PH, condutividade e nutrientes, com aquecedores, exaustores e ar condicionado ligados à estufa montada no laboratório.

As sementes foram colocadas em espumas dentro da máquina, que recebe os parâmetros estabelecidos pelo homem e administra a evolução das plantas, utilizando a tecnologia de  machine learning. Além desse processo fazer dos erros uma sequência constante de aprendizado, a máquina pode ser controlada remotamente através de tablets via Internet, meio pelo qual todos os equipamentos instalados na estufa também se comunicam entre si.

Segundo Cunha, esta primeira etapa, feita em uma pequena estufa, pode ser ampliada através da mudança da escala da automação física. Por outro lado, ele ressalta que a mini estufa também pode ser montada em ambientes domésticos ou escritórios para cultivarem suas próprias plantas. Ao provarem a alface, todos confirmaram que o sabor em nada difere da colhida na roça. “Se o campo não planta, a cidade não janta”, comentou o engenheiro agrônomo Danilo Pinto Silva. Ele, no entanto, reforçou que a frase pode ser mudada se a proposta do projeto for vitoriosa ao incentivar a criação de fazendas urbanas, tornando as cidades cada vez mais sustentáveis, produzindo o seu próprio alimento. Ele ainda ressaltou a vantagem da tecnologia permitir que a produção aconteça durante o ano inteiro, independente da estação.

A ideia da criação do canal de IoT no Yutube aconteceu a partir de 2016 quando pesquisadores da PUC-Rio se uniram a outros profissionais e criaram um grupo de trabalho para participar de um edital do BNDES, interessado na colaboração da academia para a criação de políticas públicas de IoT para o Brasil. Algumas ideias,  como esse canal de vídeos, transcenderam o próprio objetivo do edital e estão tendo continuidade através desse mesmo grupo de trabalho.

Dois novos vídeos já estão em produção e os temas ainda são sigilosos. “Esta é uma área em franca expansão, queremos ser pioneiros e fazer do nosso canal IOT Brasil um repositório de experiências globais interessantes. Quem tiver o que mostrar, pode entrar em contato conosco através do site https://www.youtube.com/channel/UCw_4HJPYX7UGnq1_4Zek4dg”, convida Álvaro da Veiga, gerente do projeto pela PUC-Rio.

Informações para a imprensa:

APPROACH COMUNICAÇÃO

Assessoria de Imprensa do Centro Técnico Científico da PUC-Rio (CTC/PUC-Rio)

Maria Estrella (maria.estrella@approach.com.br)

Tels: (21) 9-9301-4332 / (21) 3527-1303, ramal 43 (CTC/PUC-Rio)

(21) 3461-4616, ramais 147 e 164 (Approach Comunicação)

Bianca Sallaberry (bianca.gomes@approach.com.br)

www.approach.com.br